Notícias Grupo Anima

14/10/2016
Grupo Anima

Grupo Anima

Você se junta com alguns amigos e amigas, começam a tocar em tom de brincadeira, quem sabe um dia, o reconhecimento bata à porta? Fazer sucesso hoje em dia, pode ter um percurso fácil, em função de tantas tecnologias que ajudam na divulgação e no compartilhamento do que é produzido. O desafio é garantir a permanência nesse mundo em que o efêmero é cada vez mais presente. Novidades vêm e vão, todos os dias. Novas músicas, novos ritmos, novas trilhas, novos rumos. Este é mais ou menos o percurso do Grupo Anima, da Faculdades EST.

O ano que vem será especial, afinal, o grupo completa uma década de estrada. Uma história que começou informalmente, mas que, ao longo do tempo, e, especialmente, nos últimos anos, tem recebido cada vez mais reconhecimento através das redes sociais e comunidades por onde passam. Além, é claro, das pessoas que fazem parte dessa história. Estudantes e docentes que já integraram o grupo.

Rodolfo Gaede Neto, coordenador do curso de Bacharelado em Teologia, foi um dos fundadores do Grupo Anima. Motivado pelo estudante Fernando José Matias, eles reuniram, em 2007, alguns alunos e alunas, informalmente, mas a ideia de participar de cultos sempre foi latente. Já nos primeiros ensaios na Faculdades EST surgiram os convites para o Grupo participar dos cultos. “A nossa grande oportunidade foi o Concílio de Estrela. Fomos lá para motivar as comunidades a participarem do Dia da Igreja, que aconteceria no último dia do Concílio. Nos convidaram para cantar por acaso e o povo gostou da nossa apresentação”, diz o Prof. Rodolfo, ao afirmar que a música Pelas dores desse mundo chamou muita atenção. “Ela fala das dores do mundo. É uma música que clama a Deus em favor daquelas pessoas que sofrem. Como tinham pessoas de todo o Brasil acompanhando o Concílio, o grupo passou a receber muitos convites”, destaca prof. Rodolfo, ao acreditar que aquele foi o “kairós” do Grupo Anima, o tempo oportuno.

Em 2015, o Grupo Anima lançou seu quarto CD - Deus da Justiça - cuja música de trabalho está na segunda faixa Concede o teu perdão. A quarta faixa Querido Deus, é uma oração de Martin Lutero composta 500 anos atrás e a melodia foi feita por uma menina de Belém do Pará. “Um encontro 500 anos depois, um teólogo da Alemanha e uma menina do norte do Brasil”, diz prof. Rodolfo, ao afirmar que essa música representa a expansão dessa trajetória do luteranismo.

O Grupo está muito feliz com a receptividade ao longo de quase dez anos de estrada. Cada vez mais convites surgem, o que mostra a importância que o Anima tem adquirido. Recentemente, recebeu consultas e convites para se apresentar em várias localidades, como Curitiba, Marechal Candido Rondon, Joinvile, Mondaí, Blumenau, Parobé, Lomba Grande, Portão, Ibirubá, além do Hospital Moinhos de Vento. Ao todo, 135 localidades já foram visitadas e 55 eventos contaram com a participação do Grupo Anima. “Alguns são muito significativos, como o Dia da Igreja, que contou com cerca de seis mil pessoas”, destaca prof. Rodolfo.

No calendário, está a participação no Culto da Reforma, na Paróquia Parobé, no domingo, dia 30 de outubro. E depois o Grupo segue para Curitiba, onde participa do Primeiro Domingo de Advento, que será celebrado no dia 27 de novembro, na Paróquia Castelo Forte de Pinhais, além de fazer outras inserções na comunidade. “Com as ações do passado a gente consegue planejar o futuro, então esse convite do Culto da Reforma, é muito importante para o Grupo”, salienta Dilceu Witzke, coordenador de Marketing e Relacionamento da Faculdades EST.

Apesar da trajetória, o Grupo ainda está muito focado na vocação e na intuição, pois existem muitas dificuldades a serem superadas, principalmente de ordem técnica. “Também temos uma mistura étnica e uma mistura de cursos no Grupo”, afirma prof. Rodolfo, ao  relatar que não são estudantes apenas de Teologia, mas também do Bacharelado em Musicoterapia e da Licenciatura em Música.

O fato é que a participação no Grupo Anima não tem apenas o resultado e o envolvimento musical, mas também a função terapêutica. Para o coordenador da turma, apesar da diferença de idade, é bom ter um grupo, compartilhar as viagens e as conversas. Atualmente, o Grupo Anima tem a seguinte formação: Elise Brandenburg (soprano, saxofone), Caroline Leonhardt (contralto), Günter Otto Kasinger (baixo, violão aço, guitarra), Sandro Santos da Rosa (tenor, violão, acordeon, baixo), Joabe Marques dos Anjos (tenor, baixo), Sara Hamann (voz), Rodolfo Gaede Neto (tenor), Paulo Henrique Nass (voz), Maurício Klug de Oliveira (violão, guitarra) e Odilon Duffeck (teclados).

“Estamos divulgando nas redes sociais uma música nova, que ainda não está disponível em CD, chama-se Queiram os teus anjos nos acompanhar”, diz o prof. Rodolfo, sobre a composição que foi feita para o 6º Festival Luterano de Música, organizado pelo Sínodo Rio dos Sinos. E o sucesso de compartilhamentos, curtidas e visualizações do clip mostra que o trabalho do Grupo Anima continua em alta, impactando mesmo que de longe, uma comunidade de fãs, que admiram a entrega e o resultado desse lindo trabalho. Confira o clip aqui!

Jornalista responsável: Mariana Bastian Tramontini


Mais notícias


Encontre a Faculdades EST nas redes sociais