Notícias

Fique por dentro de tudo o que acontece na Faculdades EST.

Mariane Kerber: música, criação e composição


Mariane Kerber: música, criação e composição

Influenciada pela avó, Mariane Kerber foi conquistada pelos sons do piano ainda muito jovem. “Minha avó tem 90 anos e ainda toca numa banda formada somente por mulheres”, salienta Mari, ao dizer que ela sempre foi sua inspiração. “Com nove anos comecei a tocar formalmente”, lembra, mas na época eram aulas de teclado. A jovem nunca imaginou que a música viria a se tornar uma profissão. “Eu tocava somente por hobby, porque sempre gostei muito de música”, diz. Mas a partir dos 14 anos começou a trabalhar tocando em eventos. Foi naquele momento crucial pelo qual todos e todas jovens passam, na conclusão do Ensino Médio, que ela decidiu: “Preciso trabalhar com algo que eu goste, então, fui aprovada no curso de Bacharelado em Música Popular da UFRGS”. Mas antes disso, ao mesmo tempo em que cursava o Ensino Médio, com apenas 15 anos, Mari fez o Curso Técnico em Música da escola profissional da Faculdades EST. “Eu ainda cursava o Ensino Médio, no Colégio Sinodal da Paz, em Novo Hamburgo. E como havia um convênio com a Escola, eu e outra colega acabamos vindo estudar aqui na ESEP”, lembra. “O curso da EST me ajudou em vários sentidos, por exemplo, o contato com pessoas que já trabalhavam com música e já tinham experiência me ajudou a entender como eu poderia seguir uma carreira na área musical”, destaca. Além disso, ela também destaca as práticas musicais, pois embora tivesse experiência com orquestras, no curso técnico aprendeu sobre o funcionamento das bandas. “É uma prática em conjunto onde você precisa também saber ouvir e não somente tocar”. Na época, ela lembra que o repertório era mais erudito e que estava começando a se tornar popular. “Eu acabei seguindo a trilha do popular”.

Embora o mercado da música seja complicado, ela acredita que necessário conhecer o meio em que o profissional deseja se inserir. “Você precisa estar totalmente imerso. Precisa estar tocando, estar na noite, estar em contato com outras pessoas que atuam na área”. Além disso, tem a questão da administração de carreira, que foge um pouco da área da música. Por exemplo, como produzir um show ou como arrecadar verba para produção de um cd. “Trabalhar com música é possível como em qualquer outra área. Com dedicação, tudo é possível”, diz Mari.

 

Em movimento

Atualmente, Mari Kerber atua como pianista pelo Instituto de Cultura da PUCRS. Além disso, está lançando seu primeiro CD intitulado "Em Movimento" com composições próprias, sendo algumas destas gravadas pelo TCC em Música Popular pela UFRGS. Em entrevista a um jornal da região, ela conta que o álbum fala sobre as transições de pensamento e de vida. “Duas canções têm a participação de banda, duas são de piano solo, duas de piano e guitarra e uma de instrumentação específica com violões e voz”, conta.

Nesta quinta-feira, dia 22 de março, às 18h30, Mari participa da inauguração do projeto PUCRS PIANO, no saguão da Biblioteca Central da PUC, em Porto Alegre. “Estou fazendo parte do projeto, juntamente com a pianista Olinda Allessandrini”.

O trabalho da jovem pianista pode ser conferido no site http://marikerber.com.br/

Para acompanhar as novidades e a divulgação dos shows de Mari Kerber, basta seguir sua página no Facebook 

https://www.facebook.com/marikerberpiano/

 

Jornalista responsável: Mariana Bastian Tramontini

 



Fique por dentro


Fique por dentro do que acontece na Faculdades EST. Confira abaixo as últimas notícias:

Receba novidades da Faculdades EST por e-mail

Fique por dentro de tudo o que acontece na Faculdades EST. Preencha o seu endereço de e-mail no campo ao lado para que possamos lhe enviar mais informações. Prometemos não enviar SPAM´s nem tampouco divulgar o seu endereço para terceiros.